A Importância da Vacinação: Butantan lança campanha sobre vacina contra gripe

Nesta quarta (14), o Instituto e a Fundação Butantan, em parceria com a Sanofi Pasteur, a Mauricio de Sousa Produções e a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo lançaram publicamente a campanha A Importância da Vacinação, que envolverá professores, estudantes e seus familiares na conscientização sobre a vacina da gripe (influenza). A iniciativa conta com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo e da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. O lançamento aconteceu em formato virtual, com a presença da imprensa e gestores públicos de Educação e Saúde e convidados especialistas em imunização.

A campanha envolve todos os professores de 1º ao 7º ano da rede pública municipal de São Paulo e seus estudantes. Eles receberão um exemplar do gibi “Vacinação, vida e saúde de montão”, produzido pela Mauricio de Sousa Produções com a ajuda dos pesquisadores do Instituto Butantan e da Sanofi Pasteur. Além de trabalhar a revistinha em classe, os professores serão convidados a assistir a videoaulas sobre verdades e fake news da vacina, e orientarão seus alunos a desenvolver trabalhos para participar do Concurso Cultural sobre o tema “A Importância da Vacinação” em duas modalidades: criação de cartazete com ilustração em desenhos (1º ao 3º anos) e criação de slogans (4º ao 7º anos). Os trabalhos vencedores serão premiados com visitas aos Museus do Parque de Ciências Butantan e assinaturas digitais dos gibis da Turma da Mônica por três meses, e os cinco melhores trabalhos de cada ano serão publicados no site do Butantan e farão parte da exposição “A importância da Vacinação na Saúde da População: um olhar infantojuvenil”.

De acordo com a diretora geral da Sanofi Pasteur, Ana García Cebrian, a campanha é relevante por dois motivos: envolver crianças e seus familiares na vacinação e sanar dúvidas sobre a vacina da gripe. “Nesse momento tão desafiador é ainda mais importante que as mensagens corretas cheguem às pessoas de forma leve, lúdica e didática”, assinalou, lembrando a vacinação contra a gripe é sempre importante, mas ainda mais importante esse ano para evitar piorar ainda mais a sobrecarga dos serviços de saúde.

Mauricio de Sousa explicou que a Turma da Mônica, protagonista do gibi, é o elo para que a mensagem adequada sobre a importância da vacina chegue às famílias. “Vamos trabalhar bastante para passar as informações corretas e precisas. Afinal, a turminha tem uma certa prática em campanhas de saúde”, brincou. “Nosso propósito é uma atividade educativa. No nosso ponto de vista, a arma mais importante contra as fake news é a educação. Queremos que os gibis que são produzidos com a Turma da Mônica cheguem às famílias de tal maneira que representem uma forma fonte de motivação, entusiasmo e segurança em relação à vacinação”, completou o diretor-presidente da Fundação Butantan, Rui Curi.

Também participaram do lançamento o secretário municipal de Educação de São Paulo, Fernando Padula; o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido; e o secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Jean Gorynchtein. Padula ressaltou que o projeto traz aos professores um material de alta qualidade que conversa com o currículo e o enriquece. “Sempre entendo que um dos maiores fomentos de mudanças de paradigma dentro das casas são as crianças. À medida que elas aprendem o que é o certo, elas cobram dos seus pais, avós e tios. Dessa forma, essas crianças vão ser jovens, adultos e idosos conscientes e seus pais vão mudar a visão que têm em relação à vacina”, explicou Gorynchtein.

O lançamento contou ainda com dois convidados especiais, o infectologista pediátrico Marco Aurélio Sáfadi, presidente do Departamento de Imunizações da Sociedade de Pediatria de São Paulo, e a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações, Adriana Lucena. Os dois falaram sobre a importância da vacinação contra a gripe, especialmente no público de crianças maiores de seis meses e menores de seis anos. Marco Aurélio Sáfadi trouxe números sobre a gripe no mundo e ressaltou que as crianças desempenham um papel considerável na transmissão do vírus na comunidade, porque ficam doentes por mais tempo e possuem carga viral mais relevante. “A campanha vai apoiar o SUS para levar informação para as escolas e pais que há necessidade de vacinação, e que o risco de agravamento da doença é grande”, ressaltou Adriana Lucena.

FONTE: Governo de São Paulo

FOTO: Divulgação