ELEIÇÕES 2020 | 9% das principais cidades do Brasil terão mulheres no executivo.

 

Suelen Rosim do Patriota, vencedora das eleições em Bauru.

As mulheres continuam se lançando no pleito eleitoral, se posicionando politicamente e lutando cada qual com seus objetivos e propostas, mas ainda não conseguem avançar se comparados aos resultados das eleições municipais desde 2012.

A única capital a ter uma mulher eleita foi Palmas no Tocantins com Cinthia Ribeiro (PSDB). Ela se junta a mais 8 mulheres que foram eleitas em cidades com mais de 200 mil habitantes.

O G96, ou grupo de 70 cidades com mais de 200 mil habitantes e 26 capitais, que pertencem a essa frequência, tiveram 9% que agora comandarão o executivo. Dentre elas está Suelen Rosim do Patriota, vencedora das eleições em Bauru.

Com uma população de quase 350 mil habitantes, a cidade é polo de desenvolvimento no estado de São Paulo e quebrou paradigmas tendo pela primeira vez, na história do município, uma mulher comandando a cidade.

Esse índice de executivas no G96 é de 9%. O indicador sobe para 12% quando aferimos a mesma amostra junto a todas as cidades do Brasil.

Desde as eleições de 2012 e 2016, o índice de 12% não se altera mantendo a média de a cada 10 prefeitos eleitos, 1 ser mulher.

Por Gilberto Musto
Consultor Político

Fonte: Poder 360 e TSE estatística do eleitorado