Novos lotes de vacina chegam para aumentar a imunização de brasileiros

Tânia Rêgo/Agência Brasil/Reprodução

Mais de 6,9 milhões de novas doses de vacinas estão sendo distribuídas, de forma proporcional e igualitária, aos estados brasileiros e seus respectivos municípios nesta semana. Com essa leva, o país se aproxima de cerca de 44 milhões de imunizados em quatro meses de campanha.

Além disso, o Ministério da Saúde divulgou que o Brasil bateu recorde no recebimento de vacinas. No final de abril, em apenas seis dias, foram 17 milhões de doses da Astrazeneca, sendo 5,1 milhões AstraZeneca/FioCruz; 1,1 milhão Pfizer; 6,5 milhões Astrazeneca/Fiocruz;  420 mil Coronavac/Butantan; 220 mil Covax Facility e 3,8 milhões da Astrazeneca/Covax Facility.
Esses dados mostram que a vacinação anda a passos largos e vidas têm sido imunizadas. Na linha de frente da produção estão os laboratórios da Fundação Oswaldo e o Instituto Butantan.
A estratégia de distribuição e aplicação das vacinas, coordenada pelo Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, já contemplou, além dos trabalhadores de saúde, idosos a partir de 60 anos, pessoas acima de 18 anos com deficiência, povos indígenas, comunidades ribeirinha e quilombola, profissionais de forças de segurança e salvamento e FAB. A nova etapa vai garantir a imunização de pessoas com comorbidades, com deficiência, gestantes e puérperas.

Se cada um fizer a sua parte evitando locais com aglomeração, mantendo o distanciamento, usando máscara de proteção e fazendo a higiene das mãos, as chances de impedir a propagação do vírus são maiores, bem como as chances das atividades serem retomadas gradativamente. Por isso, é importante manter a constância com os cuidados pessoais, pois só estaremos seguros, de fato, quando todos os brasileiros forem vacinados.